SUBGO, O PROJETO SHERPA JOURNEYS QUE TRAZ A RIQUEZA SUBAQUÁTICA DA COSTA GALIZA ATRAVÉS DA REALIDADE AUMENTADA

26.08.2021

Oferece uma experiência de 360 ​​graus envolvente com passeios virtuais pelas paisagens submersas da ria de Vigo

O objetivo é valorizar o património marítimo da Galiza e promover a sua conservação e sustentabilidade nos centros de ensino e divulgação científica.

Silvia Iglesias (na imagem à direita) e Sara Carrasco (à esquerda), parceiras da cooperativa 13 Grados, são as promotoras do SUBGO, um projeto de educação ambiental que visa aproximar ao público a riqueza subaquática da costa galega através da tecnologia VR ou realidade aumentada. A iniciativa, que está a ser acelerada no programa de apoio ao empreendedorismo Sherpa Journeys, do projeto Sherpa do Mar, vai concretizar-se num espaço de divulgação itinerante que irá visitar diferentes localizaçãos de interesse.

Incluirá fotografias, ilustrações, atividades interativas e uma experiência de imersão 360º pelas paisagens submersas da ria de Vigo, que serão o prato forte da exposição. “O objetivo é que os visitantes descubram o meio marinho que os rodeia e o seu grande valor patrimonial de uma forma diferente, sensibilizando-os para a sua conservação e sustentabilidade”, destaca Iglesias.

Para captar e criar conteúdo visual, os promotores do projeto contam com diferentes perfis profissionais (técnicos audiovisuais, biólogos marinhos, pilotos técnicos de ROV, etc.) e sofisticados equipamentos subaquáticos. Os fundos rasos do estuário de Vigo, as suas plataformas de cultivo, os bosques de algas castanhas ou os prados de zosteras serão os principais protagonistas destas imagens, embora se pretenda que a iniciativa possa ser alargada a outras localidades, tanto a nível galego como em outras regiões.

subgo

Fase de desenvolvimento

SUBGO está atualmente em fase de desenvolvimento. “Estamos tirando as imagens, revisando o conteúdo, escrevendo os roteiros e criando as atividades de experiência virtual”, comenta Silvia Iglesias.

A previsão é que o projeto seja lançado no mercado no prazo máximo de um ano e possa ser exibido em possíveis locais de interesse, como centros de ensino, investigação e divulgação científica ou espaços naturais, como o Parque Nacional das Illas Atlánticas. 

Sobre Sherpa do Mar

Sherpa do Mar é um projeto integrado no Programa de Cooperação Transfronteiriça INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020, cofinanciado 75% por fundos FEDER, cujo objetivo é lançar uma rede transfronteiriça de empreendedorismo no âmbito marinho-marítimo e economia azul, através do programa Sherpa Journeys, que favorece a geração de empregos e o aumento da competitividade empresarial através da promoção de empresas de base tecnológica.

O projecto é liderado pela Universidade de Vigo, através do grupo de investigação REDE, Campus do Mar e Gabinete de I&D, e pelo Consórcio Zona Franca de Vigo, a Agência Galega de Inovação (GAIN) e as universidades de Santiago e A Coruña. Por parte de Portugal, a Associação de Transferência de Tecnologia da Asprela (UPTEC), a Universidade Porto-Innovação da Universidade do Porto (UPIN), o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) e o Fórum Oceano-Associação da Economia do Mar.